7 Coisas para NÃO Fazer DIY

Certamente, quando entramos no “mundo DIY” nos sentimos com superpoderes e queremos testar/criar tudo que estiver ao nosso alcance!

Pelo menos comigo foi assim…

Porém, nem todos os produtos que existem no mercado podemos fazer simplesmente em casa.

Vamos citar alguns exemplos sobre isso e sobre como ter uma maior segurança na hora de pesquisar sobre os ingredientes.



7 Coisas para NÃO Fazer DIY

O uso de procentagens altas:

Com certeza no DIY podemos formular do jeito que quisermos, porém em uma receita convencional que contém AHA/BHA em pouca quantidade para equilibrar a eficácia e você coloca uma quantidade acima do recomendado, certamente estará prejudicando sua pele e corpo.

O mesmo vale para muitos outros ingredientes, inclusive os óleos essenciais ou ingredientes geralmente prescritos em receitas médicas com um dosagem maior.

Solução estéril:

Precisam de um ambiente e materiais mais profissionais do qual a esterilidade permaneça, como a criação de solução para lentes de contato.

Protetor solar:

Assunto polêmico! Escrevemos um post sobre ele AQUI. Resumindo, qualquer protetor DIY precisaria passar por testes para saber a eficácia e valor de FPS e, mesmo assim, esse protetor não teria o PPD.

Clareamento da pele:

Receitas para clarear a pele podem causar queimaduras. Estamos nos referindo ao clareamento e não à remoção de hiperpigmentação.

Ajuda profissional:

Se você tem algum problema agudo ou crônico, independente da situação, é importante que você tenha uma análise profissional. Uma infecção grave por exemplo, nem sempre um cosmético natural vai resolver o problema.

Óleo Essencial em bebês:

A dosagem de óleos essenciais para bebês é muito baixa e as taxas de usos são recomendações gerais, levando em consideração de 0,1% nos 3 meses, 0,25% 3-24 meses e 1% 2-6 anos. E, dependendo do óleo essencial escolhido, é muito irritante/forte para os bebês.

Por isso, nós não recomendamos o uso deles nesses cosméticos, a não ser que você tenha clareza e domínio sobre isso.

Uso de alimentos frescos ou secos:

Essa é uma das coisas que não recomendamos fazer na cosmética natural. E quando falamos na cosmética natural, incluímos: as loções, cremes, toners, manteigas, lip balms, bálsamos, shampoos, condicionares, sabonetes líquidos.

Se você incluir alimentos nesses formulações com certeza será um fracasso, você vai ver nascer uma colônia de fungos e microrganismos se divertindo na sua receita!

Mas como tudo, existe uma exceção. Na saboaria cold process/hot process, sais de banho, extratos e esfoliantes secos você pode aplicar sim alimentos frescos ou secos.



Por Que Pesquisar Ingredientes DIY é Difícil?

Muitas pessoas vem a nós empolgadas e com um desejo grande de aprender mais e mais sobre os ingredientes e cosmética natural em geral.

Porém, elas vem muitas vezes com fontes de pesquisas não confiáveis sobre os ingredientes e isso pode confundir um pouco as coisas.

Então, aqui vamos esclarecer do porque algumas fontes são mais confiáveis que outras…

  • Se você pesquisa na internet se algum ingrediente é prejudicial ou se tal ingrediente é tóxico, certamente vai encontrar alguns resultados que concordem com você, porém isso não significa que seja uma fonte confiável ou que seja uma informação verdadeira.
  • Procure investigar as datas dos artigos que você lê. A ciência vive atualizando e muitas informações de sites não estão atualizadas sobre os ingredientes, toxicidade e afins.
  • As declarações dos sites que você pesquisa possuem todas as fontes suportadas cientificamente? Ou apenas metade delas possuem fontes ou nenhuma?
  • Essa sua fonte de pesquisa está atrelada a outras empresas com maiores interesses? (vendas de produtos, etc)
  • Se o site que você pesquisa usa a palavra “natural” como parâmetro do que é bom, certamente não é uma fonte segura. Ou se um ingrediente tem um nome totalmente estranho e por isso julga por já ser “não natural”, procure pesquisar cada ingrediente separadamente para aprender a usar e seus benefícios.
  • Essa fonte costuma falar dos ingredientes fabricados que contém alguma contaminação ou sobre a forma de fabricação? De fato, às vezes pode ser verdade como também não! Ingredientes prensados a frio ou destilado também não significa segurança.
  • A palavra química é usada como sinônimo de perigo ou tóxico? Isso é muito visto em muitos sites em muitos lugares! Mas a palavra química é muito vasta e está em tudo.
  • Esses sites usam escalas, cores assustadoras para dizer o quão o ingrediente pode ser cancerígeno, tóxico ou perigoso? Certamente nos artigos científicos você não vai encontrar isso e sim frases com expressões do tipo ” Os principais riscos com doses terapêuticas orais são principalmente irritação gastrointestinal. Foi relatada encefalopatia hepática (síndrome de Reye) em crianças que tomaram aspirina para o tratamento de infecções virais, como a gripe”. Isso significa que é ruim, porém elimina informações do tipo “100% fatal”.
  • Os sites trazem informações absolutas? Nenhum ingrediente é considerado 100% seguro ou perigoso, sempre investigue as recomendações de uso, concentração, dosagem etc.


Conclusão

O perigo/toxicidade, como sempre falamos, depende da dose! Quando você pesquisa sobre os ingredientes, a questão de dosagem e uso sempre tem que estar atrelado.

Procure usar o bom senso na hora da pesquisa, informações que dizem algo ser perigoso sem mencionar a dosagem ou o uso não é considerado uma fonte segura, tudo é relativo!

Considere as seguintes fontes para pesquisa:


Fontes

- https://toxnet.nlm.nih.gov/cgi-bin/sis/search/a?dbs+hsdb:@term+@DOCNO+672 
- https://www.reddit.com/r/diybeauty/wiki/safety#wiki_salicylic_acid_.26amp.3B_tca 
- https://www.amazon.com/-/pt/dp/0443062412/ref=sr_1_4?__mk_pt_BR=%C3%85M%C3%85%C5%BD%C3%95%C3%91&keywords=tisserand+essential+oil&qid=1576349012&sr=8-4 

E-book GRÁTIS: Guia da Alquimia na Cosmetologia Natural

6 Comentários

  1. Ana

    Sobre a lecitina de soja como emulsificante, pra misturar a água num óleo, é eficaz? Ou depois de um período pode ser que a mistura separe? Quero fazer uma receita da internet e recomendaram usar a lecitina de soja pra fazer um creme hidratante. Gostaria de saber se uma vez misturado, não separa os ingredientes, pq aonde moro é impossível achar ceras que fazem a mistura de água e óleo como recomendam, já a lecitina é facinho.

    • Oi Ana! A lecitina emulsifica sim, porém tudo vai depender da quantidade dos ingredientes que você vai usar, além da lecitina deixar as receitas muito pegajosas… Particularmente, prefiro investir um pouquinho mais e comprar outros emulsificantes mais agradáveis ao toque, você pode comprar em lojas online!💚

Deixe uma resposta para Ana Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *