Entendendo a Solubilidade na Cosmética Natural

Antes de começar qualquer receita temos que separar os ingredientes por solubilidade, ou então essa receita pode resultar em um produto estranho.

E para que sua formulação obtenha sucesso, é necessário conhecer a solubilidade de cada ingrediente.

Temos 3 exemplos:

  • Insolúveis: Encontramos os óxidos, micas e argilas.
  • Solúveis em Água: Extratos, água, hidrolato etc.
  • Solúveis em Óleo: Ceras, manteigas, óleos, óleo essenciais etc.


Entendendo a Solubilidade

Com certeza a solubilidade mais fácil de se trabalhar são os anidros.

Isso porque eles são ingredientes mais fáceis, tanto para encontrar no mercado quanto no manuseio.

Com os ingredientes solúveis em água já são um tanto complexos.

Requer mais estudos em cada ingrediente que for utilizar, por terem bastante características singulares e também a questão do pH.

Já os insolúveis, é necessário esperar resfriar um pouco para adicionar eles nas receitas com os óleos e conseguir a suspensão deles no produto.

Com a água, os óxidos e micas não tem muito sucesso como as argilas.

As argilas são também espessantes e absorvem uma boa quantidade de água, o que faz funcionar muito bem a suspensão.



Os Insolúveis

Bom, como vimos anteriormente, para se conseguir uma boa suspensão dos pigmentos argilas, óxidos e micas nos óleos, é necessário esperar um pouco o resfriamento para ter viscosidade e acrescentar as cores para obter a suspensão.

Caso não seja dessa forma, você está arriscando a probabilidade dos pigmentos ficarem afundados nesse produto.

Os tamanhos das partículas também são importantes.

Os óxidos, micas são mais finos quando comparados à algumas argilas.

Caso trabalhe com argilas, escolha as mais suaves e finas nessas ocasiões. Do contrário, você poderá sentir alguns farelos/areias na pele.


Solúveis em Água

São geralmente ativos, extratos, hidrolatos, espessantes enfim. Possuem um pH específico que deve ser investigado para o uso e se necessário, deve ser ajustado!

Os ativos, extratos, proteínas geralmente são usados em menores quantidades por serem mais concentrados.

Quando trabalhamos com esses produtos solúveis em água, devemos administrar com cautela.

Sempre use dentro das porcentagens indicadas para uso, caso contrário você pode deixar uma formulação muito forte e causar algum dano na pele.

As águas, hidrolatos são usados em maiores quantidades como solventes, ou seja, fazem parte da maior porcentagem nas receitas.


Solúveis em Óleo

São os queridinhos da cosmética natural! São eles que brilham os olhos com o primeiro contato nas formulações.

Isso porque são muito fáceis de se manusear (como falamos anteriormente), e não precisam de muito para entender a solubilidade.

São usados os óleos essenciais, emulsionantes, espessantes, ceras, manteigas, óleos, extratos enfim.

Vários componentes mais fáceis de manusear (tirando a parte dos emulsionantes que envolve a parte aquosa também).

Também podem ser usados ativos e extratos, que também devem ser administrados com cautela na dosagem.

E, óbvio, devem ser solúveis em óleo!

Conclusão

Agora você pode encontrar e pesquisar mais sobre ingredientes em nosso blog!

Aos poucos estamos abastecendo com informações de cada ingrediente usado na cosmética natural.

Fizemos como um “dicionário” de ingredientes, que podem ser vistos as porcentagens, pH, solubilidade enfim.

Conta pra gente, já errou alguma solubilidade? Comenta aqui!

E-book GRÁTIS: Guia da Alquimia na Cosmetologia Natural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *