Cera Polawax na Cosmética Natural

A cosmética natural, como o nome já diz, usa ingredientes naturais, ou seja, é bem abrangente com o uso de matéria-prima e não segue ordens restritas por certificadoras, como é o caso da Cosmética Orgânica.

E um exemplo disso é o uso da cera Polawax. É uma cera derivada vegetal, porém não é autorizada por certificadoras orgânicas, mas na cosmética natural você pode usar ela.

É só você verificar o INCI que vai encontrar os ingredientes naturais dessa cera.

Já na cosmética orgânica eles possuem uma lista restrita do que pode ou não conter nesse cosmético e, muitos ingredientes naturais às vezes ficam de fora dessa lista, como é o caso da cera Polawax.


Essa cera é feita com esses dois ingredientes: cetearyl alcohol and polysorbate 60.

E, antes de entender essa cera melhor, precisamos deixar bem claro a diferença entre uma cosmética natural de uma cosmética orgânica.

Como já falamos, a cosmética natural é muito abrangente e não existem leis ou reconhecimento da Anvisa para este tipo de cosmética.

Ou seja, podemos usar muitos tipos de ingredientes naturais com vários tipos de graus (sintético, puro, pouco processado etc).

Uma vez entendido e esclarecido isso, vamos então falar sobre a cera Polawax…

A Polawax na Cosmética Natural

Segundo as certificadoras orgânicas, alguns desses ingredientes podem conter impurezas tóxicas de fabricação/contaminação cruzada, como esses ingredientes: polissorbato 60, PEG-150 Stearate, Steareth-20, 1,4-Dioxane, e por isso não é aprovado por eles.

Porém, se você for olhar as informações científicas a respeito desses ingredientes com impurezas tóxicas, você vai achar essas informações:

  • Polissorbato 60: “O Painel de Especialistas do CIR avaliou os dados científicos e concluiu que o Polissorbato 20, 21, 40, 60, 61, 65, 80, 81 e 85 não eram mutagênicos ou carcinogênicos completos, sendo seguros como ingredientes cosméticos. Os dados disponíveis indicaram que esses ingredientes foram utilizados em inúmeras preparações sem relatos clínicos de efeitos adversos significativos.”
  • PEG-150 Stearate: “O Painel de Especialistas do CIR avaliou os dados científicos e concluiu que os estearatos PEG-2, -6, -8, -12, -20, -32, -40, -50, -100 e -150 são seguros para uso em cosméticos e produtos pessoais produtos para cuidados. Em 2002, como parte da reavaliação programada de ingredientes, o Painel de Especialistas do CIR considerou os novos dados disponíveis sobre os estearatos do PEG e reafirmou a conclusão acima. Se o ácido esteárico usado para produzir estearatos de PEG-2, -6, -8, -12, -20, -32, -40, -50, -100 e -150 for de plantas, esses ingredientes poderão ser usados em cosméticos e produtos de higiene pessoal comercializados na Europa de acordo com as disposições gerais do Regulamento de Cosméticos da União Européia.”
  • Steareth-20: ” O Painel de Especialistas do CIR avaliou os dados científicos e concluiu que esses ingredientes eram seguros como ingredientes cosméticos nas práticas atuais de uso e concentração. Em 2006, como parte da reavaliação programada de ingredientes, o Painel de Especialistas do CIR considerou novos dados disponíveis sobre os ingredientes Steareth e reafirmou a conclusão acima. Nos testes subcrônicos, Steareth-20 era não tóxico quando administrado por via dérmica em concentrações de 4%. Steareth-2 e -10, em concentrações de até 60% em água, eram no máximo levemente irritantes para os olhos e apenas irritantes leves quando testados em formulações cosméticas em concentrações de até 60%. Os éteres alquílicos de polioxietileno estruturalmente semelhantes não eram mutagênicos nem promotores de tumores. Steareth-2, -10 e -20 em água não eram irritantes primários nem sensibilizadores para a pele humana. Steareth-20 não era fototóxico.”
  • 1,4-Dioxane: “Em 1988, 1,4-dioxano foi adicionado ao Estado da Califórnia lista de produtos químicos conhecidos por causar câncer sob os regulamentos da Proposição 65. Como parte dos regulamentos da Proposição 65, no entanto, a Califórnia estabeleceu níveis nos quais os produtos químicos listados na Proposição 65 para carcinogenicidade e toxicidade reprodutiva não seriam considerados um risco para os consumidores. Esses níveis de “porto seguro” são definidos por meio de um rigoroso processo científico no qual o risco potencial de uma substância é avaliado e as informações são usadas para definir um nível seguro. O nível de segurança estabelecido para o 1,4-dioxano é de 30 microgramas / dia. Os níveis de 1,4-dioxano que podem estar presentes em alguns cosméticos ou produtos para cuidados pessoais estão bem abaixo desses limites de segurança.”

Segundo essas fontes, conseguimos usar tais ingredientes nos cosméticos com segurança.

A Alquimia Oriental sempre enfatiza a questão de se trabalhar no equilíbrio.

Muitos medicamentos antigos eram feitos a base de metais e ervas, como o mercúrio, para tratamentos internos e externos. Segundo Paracelso, o que cura é a quantidade da dosagem, o muito pode matar e o pouco curar.

Conclusão

Então, tudo é questão de dosagem e equilíbrio. Você saber dosar cada ingrediente para sua cosmética natural é ter o domínio e clareza da alquimia.

Já na cosmética orgânica, as certificadoras ficam mais atentas as questões de contaminações nos ingredientes.

Podemos fazer uma comparação simples com o uso de agrotóxicos nos vegetais.

Os vegetais são ingredientes naturais porém, alguns são contaminados com os agrotóxicos, o que fazem não ser caracterizados como ingredientes orgânicos.

Nas cosmética certificada orgânica é a mesma analogia, porém para os cosméticos.

Gostou dessa informação? Te ajudou? Comenta aqui embaixo!

Fontes:

- https://www.ecocert.com.br/ 
- https://www.ibd.com.br/ 
- http://www.usdabrazil.org.br/pt-br/ 
- https://www.cosmeticsinfo.org/ingredient/14-dioxane
- https://www.cosmeticsinfo.org/ingredient/steareth-20
- https://www.cosmeticsinfo.org/ingredient/peg-150-stearate 
- https://www.cosmeticsinfo.org/ingredient/polysorbate-60 
- https://eur-lex.europa.eu/legal-content/EN/TXT/?uri=LEGISSUM:co0013 
- https://www.fda.gov/ 

E-book GRÁTIS: Guia da Alquimia na Cosmetologia Natural

6 Comentários

  1. Natália Miranda

    Tem muitos materiais que não encontramos facilmente para comprar. Podem nos dar algumas dicas sobre isso?

    Gratidão

    • Olá, Natália! Você encontra em lojas virtuais, digite o “nome do ingrediente e comprar”. Na Amazon e Iherb você também encontra. 😉

  2. Ana

    Olá flor!

    Há algum site de pesquisa científica que eu possa utilizar para informações e confirmações de dados e pesquisas sobre ingredientes e cosméticos naturais?

  3. Arie Takara Teruya

    Muito bem enfatizado:
    A diferença entre o remédio e o veneno na maioria dos casos está na dose.
    Parabéns pelas matérias sempre bastante esclarecedora.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *