Como Fazer um Shampoo Natural Líquido?

Conseguimos ver muitos surfactantes naturais que são aprovados pelas certificadoras orgânicas e que são ótimos para as criações de shampoos.

Eles são responsáveis por gerar uma boa limpeza através dos shampoos, gel de banho e cuidados pessoais em geral.

São uma molécula que tem uma cabeça hidrofílica e uma cauda hidrofóbica. São categorizados por: aniônicos, catiônicos, não-iônicos e anfóteros.

Você pode entender mais sobre os surfactantes e solubilizantes logo abaixo:

Manual dos Surfactantes Naturais

Como Usar Solubilizantes Naturais

5 Diferenças Entre Produtos Capilares e Para Pele

Como já falamos em outro post, uns surfactantes são diferentes de outros, portanto você pode usar apenas 1 surfactante para criação de suas receitas ou em conjunto com outros, que é o nosso caso hoje.

Vamos usar o SCI, o Lauryl Glucoside e Cocamidopropil. Um é aniônico derivado do coco que pode vir em forma de flocos ou pó, muito utilizado nas fórmulas de shampoo em barra. O outro é não-iônico, compatível com os surfactantes e vem em forma de pasta. E o outro é anfótero, é suave e ajuda a engrossar…


Receita de Shampoo Natural Líquido

Bom, antes de iniciar a receita é importante frisar que a escolha dos surfactantes vai influenciar no resultado final do produto.

Além dos surfactantes já mencionados, também usaremos a água e suco de babosa que vai ajudar na hidratação, além de ser parte da base desse shampoo.

Também usaremos umectantes para uma boa proteção do cabelo e proteína hidrolisada que ajuda a formar um filme protetor capilar.

Os óleos essenciais, selecionamos o tea tree e alecrim, ajuda a ativar a circulação (estimula o crescimento capilar) e também tem propriedades bactericidas, ótimo para caspa.


Receita:

Fase A:

20g/20% Lauryl Glicoside
5g/5% SCI (pó)
6g/6% Cocamidopropyl Betaine
2,5g/2,5% Alquilpoliglucosídeo

Fase B:

39,3g/39,3% Água Destilada
15g/15% Suco de Aloe Vera
5g/5% Glicerina
2g/2% Pantenol
3g/3% Proteína de Trigo Hidrolisada

Fase C:

1,2g/1,2% Spectrastat
0,5g/0,5% Óleo Essencial de Tea Tree
0,5g/0,5% Óleo Essencial de Alecrim

Modo de Fazer:
Pese todos os ingredientes da fase A em um becker e leve ao banho-maria (use uma máscara). Quando todos os ingredientes estiverem homogêneos/derretidos, retire do banho-maria e espere resfriar um pouco. Em seguida, misture os ingredientes da fase B em outro becker e coloque junto com os ingredientes da fase A, mexendo bem devagar. Por último, ajuste o pH para 5,5 e acrescente os ingredientes da fase C na A.


Observação

Para algumas receitas de shampoo, talvez você precise de alguma goma para que a fórmula não fique tão líquida. As gomas vão ajudar nesse papel de aumento da viscosidade.

Mas como tudo nessa vida, o uso de gomas também tem que ter bom senso. Um exagero pode deixar seu produto pegajoso demais ou até causar separação de fases…

No geral é fácil, né?! Agora é sua vez de pôr em prática essa receita e treinar suas fórmulas de shampoo!

Você pode escolher os surfactantes, águas e óleos essenciais de sua preferência para personalizar seu produto do seu jeito!

E-book GRÁTIS: Guia da Alquimia na Cosmetologia Natural

1 Comentário

  1. fernanda

    qual o tempo de duração/validade desse xampu?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *