Testes com Álcool Cetílico, Álcool Cetearílico e Ácido Esteárico

Assim como nos posts de Testes com Ceras Oleosas e no Testes de Espuma com Surfactantes Naturais, neste resolvi mostrar também um teste feito com esses 3 ingredientes: álcool cetílico, álcool cetearílico e ácido esteárico…

Fiz o teste com os 3 pois eles possuem uma semelhança na ação e ao mesmo tempo são bem diferentes.

O álcool cetílico é muito usado em loções e barras, a substituição por outro ingrediente é difícil, uma vez que o álcool cetílico é muito singular. Geralmente é usado em torno de 3%, ajuda no espessamento, deslizamento e é emoliente.

Já o álcool cetearílico é a combinação de álcool cetílico e álcool estearílico (derivados do óleo de coco e palma), é o meio termo entre álcool cetílico e ácido esteárico. Também é conhecido como álcool cetoestearílico ou cetylstearyl alcohol e podemos encontrar em proporções diferentes, como 30/70 ou 50/50. Possui um ponto de fusão mais alto que o álcool cetílico e ajuda a espessar, estabilizar as emulsões, traz maciez e sensação aveludada na pele.

E o ácido esteárico é um ácido graxo isolado, muito usado pra engrossar e endurecer as receitas sem deixar sensação pegajosa na pele, como é o caso das ceras oleosas. Possui um ponto de fusão mais alto que álcool cetílico e o cetearílico, pode ser derivado de fonte animal, vegetal ou sintetizado (verifique com o fornecedor). Muito usado em cremes, barras, ajuda a proporcionar uma emulsão estável e é oclusivo.

Veja mais detalhes sobre todos os 3 ingredientes AQUI.

Pesando os ingredientes…
Testes em banho-maria.
Testes com Álcool Cetílico
Testes com Álcool Cetearílico.
Testes com Ácido Esteárico.


Observações dos Testes com Álcool Cetílico, Cetearílico e Ácido Esteárico

Começamos o teste primeiramente com o álcool cetílico, depois o álcool cetearílico e por último o ácido esteárico.

Usei as proporções de 1:1 a 1:6, uma parte (1g) de álcool cetílico/cetearílico/ácido esteárico para até 6 partes (6g) de óleo – usei óleo de amêndoas para os testes. A temperatura ambiente do teste é de 24°C.

Coloquei cada teste para derreter em banho-maria (álcool/ácido+óleo), mexi e depois esperamos resfriar (cerca de 1 hora) para testar a dureza, deslizamento, absorção etc…

  • 1:1 – Para os 3 ingredientes, uma parte de álcool cetílico/cetearílico/ácido esteárico para outra parte de óleo, resultado muito sólido e firme. Não é possível amassar com o dedo, mas o álcool cetílico mostra uma cremosidade de um bálsamo de cera de abelha (sem pegajosidade ou absorção lenta), é possível um bom deslizamento na pele, sem aderência e bom acabamento na pele. O álcool cetearílico também não é possível pressionar com o dedo, não derrete na pele (muito cerosa), mas quando deslizada é maravilhosa a sensação e deixa um aspecto de silicone, o calor da pele se mostra importante para o deslizamento. O ácido esteárico permanece duro como os outros dois resultados anteriores, além de mostrar um teste mais “turvo” (manchas brancas na superfície), possui um bom deslizamento também, nada além disso.
  • 1:2 – O álcool cetílico e estearílico se mostram ainda muito firmes/sólidos quando pressionados com o dedo, já o ácido esteárico pressiona mais fácil. O álcool cetílico derrete em contato com a pele, deslizamento ótimo, acabamento não oleoso e macio. Álcool cetearílico possui um bom deslizamento também com um toque aveludado, sem cera na pele. O ácido esteárico afunda o dedo quando pressionado, tem um bom deslizamento, um pouco oleoso mas é leve.
  • 1:3 – Um resultado mais transparente! A superfície possui uma camada mais firme e, logo após pressionado o dedo derrete e é bem macio. O álcool cetílico possui grande deslizamento (daqui em diante o deslizamento tende a ser melhor), não é oleoso e toque sedoso. O álcool cetearílico permanece duro quando pressionado e também possui um bom deslizamento e sedosidade, absorção lenta, mas a sensação não é pegajosa. O ácido esteárico tem um toque muito macio e deslizamento bom, neste teste ficou pequenos cristais por eu não mexer durante o resfriamento, depois que apliquei na pele ficou pequenos flocos de purpurina brilhante…
  • 1:4 – Ainda que seja um resultado sólido, é mais macio quando pressionado e começa a derreter muito fácil na pele. O álcool cetílico derrete muito fácil e desliza rapidamente na pele, não possui aderência, é sedoso e não deixa sensação oleosa/pegajosa. O álcool estearílico posso afundar o dedo quando pressionado e embaixo é muito macio (aparência de um bálsamo mais firme), não derrete tão fácil na pele, mas quando faz o deslizamento derrete fácil com um toque aveludado e sensação boa. O ácido esteárico é mais macio que o 1:3, possui um deslizamento perfeito e sensação na pele também.
  • 1:5 – Uma consistência macia para os 3 testes, tem a aparência de um óleo espesso (a partir daqui ficam mais oleosos)! Para o álcool cetílico é fácil de pressionar, o deslizamento se assemelha ao óleo, ou seja, começa a ser menos sedoso e mais oleoso. O álcool cetearílico é fácil de pressionar também, muito semelhante ao outro resultado 1:4 com mesmo deslizamento e toque. O ácido esteárico também pressiona fácil o dedo, derrete rapidamente quando desliza na pele com uma sensação de óleo mais espesso.
  • 1:6 – Praticamente o mesmo resultado de 1:5, um pouco mais mole e oleoso. O álcool cetílico se mostra mais macio e se liquidifica mais rápido na pele, poderia servir um pouco para criação de um soro líquido ou óleo de massagem. O álcool cetearílico também se mostra mais mole e fofo quando pressionado, a sensação na pele é de um óleo espesso sem ser muito gorduroso. E o ácido esteárico mostrou o mesmo resultado do 1:5 porém mais líquido, deslizamento ótimo na pele, absorção e viscosidade semelhantes a do óleo.
Álcool Cetílico 1:6 muuito macio.
Álcool Cetílico 1:5, macio e fácil de pressionar.
Álcool Cetearílico 1:6.
Álcool Cetearílico 1:1, resultado sólido parece uma hóstia😅.
Ácido Esteárico 1:3 com cristais.
Ácido Esteárico mostrou manchas brancas no 1:1 e 1:2.

Detalhe: Tentar substituir um destes ingredientes por uma cera oleosa (abelha, candelila, carnaúba…) só vai ser igual no espessamento nas receitas, a questão do deslizamento é totalmente diferente, deixaria mais pegajosa.


Conclusão

Bom, este teste fiz semelhante a metodologia dos outros testes de Ceras Oleosas e de Surfactantes, dessa forma o entendimento é mais claro com os resultados obtidos de forma simplificada para a aplicação nos cosméticos.

Os resultados obtidos em geral, primeiramente do álcool cetílico, ele se mostrou ter um bom deslizamento e acabamento maravilho na pele. Também mostra ser ótimo espessante (não mais que as ceras oleosas), mas sem pesar na textura.

O álcool cetearílico mostrou ter um ótimo deslizamento, toque aveludado e macio. Também é um ótimo espessante e está entre o álcool cetílico e ácido esteárico, ótimo para ser usado em emulsões e bálsamos, seja de limpeza ou loções.

E o ácido esteárico se mostra mais oclusivo na pele, mas com sensação agradável ao toque. Possui um bom deslizamento, em comparação com álcool cetílico o deslizamento é inferior, assim como a sensação sedosa e seca na pele (ele é mais pesado). Em altas porcentagens pode ocorrer cristalização na receita.

Testando deslizamento na pele com Álcool Cetearílico.

Álcool Cetílico – 1:1 e 1:2 são muito semelhantes, textura dura/sólida, derretimento médio a lento, não é pegajoso e desliza fácil. 1:3 é um sólido viscoso, derretimento médio, não é pegajoso e derrete fácil. 1:4 é macio (não é sólido), derrete fácil, não é pegajoso e tem ótimo deslizamento. 1:5 e 1:6 é muuuito macio, derrete muito rápido na pele, não é pegajoso e possui um bom deslizamento. Obs: do 1:3 pra cima só tende a engrossar as receitas sem pesar na pele.

Álcool Cetearílico – 1:1 e 1:2 muito semelhantes, é muito sólido, velocidade de derretimento lenta, não é pegajoso e tem um bom deslize. 1:3 e 1:4 muito semelhantes também, se mostram mais sólidos (mas não tanto quanto os anteriores), velocidade de derretimento média, não é pegajoso e possui deslizamento ótimo. 1:5 e 1:6 muito semelhantes também, sendo o 1:5 um pouco mais firme e 1:6 mais macio, derretimento médio, não é pegajoso e possui um deslizamento ótimo na pele.

Ácido Esteárico – 1:1 e 1:2 são semelhantes, o 1:1 é sólido e 1:2 mais macio sem solidez, possuem derretimento rápido, não é pegajoso e possui um deslizamento estranho. 1:3 e 1:4 muito semelhantes também, são mais macios, derretimento melhor que os anteriores, não é pegajoso e possui um bom deslize. O 1:5 e 1:6 é um óleo espessado com derretimento muito rápido, não é pegajoso e tem um deslizamento ótimo. Obs: procure mexer enquanto resfria para não ocorrer cristalizações.

Gostou dos testes? Espero que te ajude nas formulações cosméticas! Comente aqui embaixo se você já tinha noção destes resultados…

E-book GRÁTIS: Guia da Alquimia na Cosmetologia Natural

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *